segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

O pior natal de todos.

Estou farto. Fartíssimo. Meu sonho era sumir por uns tempos e voltar à tona como um pavão majestoso que rouba a atenção de canários cinzentos no zoológico de São Tripé de Iracema.Tudo para que pudesse aparecer no dia 25 e contar a todos o que aconteceria no meu natal. Desejava um natal épico, mágico e encantador. Mas me diz, porquê meu Deus, porque eu passo por essas coisas? Cansei-me.Estava eu e minha esposa Cassia e meus dois filhos ( que são meio escuros demais pra ser meus filhos, MAS OK. ) assistindo TV às 17 hrs do dia 24. Cassia me disse que iria pra cozinha fazer os preparativos pra ceia de natal. Logo o telefone tocou, antendi e a amiga de infancia de Cassia ( Ja comi K ) pediu ( com voz de puta Q ) para que chamasse minha esposa. Chamei. Cassia sorria alto e olhava pra mim e logo desviava o olhar. Desligou o telefone como se pensasse em mil fórmulas de matemática enquanto gesticulava com as mãos. Então disse: ' Vá comprar vinho ' Eu fui. No caminho, pensei em como minha vida era boa. Havia comido todas as melhores amigas de minha esposa, amava meus filhos e minha sogra havia morrido com veneno de rato. ( HAHAHA noob ) Gente, tipo, eu tinha tudo. Eu tinha um trono no céu. Eu era feliz. Foi então que quando voltei vi uma cena. Minha esposa estava agarrando um cara com o tom de pele bem próximo dos meus filhos. Me sentindo a Thalia em Marimar, joguei os vinhos no chão em camera lenta, enquanto meus filhos olhavam a cena segurando minhas pernas tremulas. Foi então, que Cassia percebeu seu deslize e ficou sem graça. ' Amor, não é isso que estás a pensar... André é apenas um... err.. amigo.' Eu retruquei. ' Você pega no penis dos seus amigos? ' No mesmo instante, Cassia disse para que eu me acalmasse. Eu parti pra cima dela. Calma o caralho. Oloko. Então o nego do André me segurou e me esmurrou. Perdi um dente. Puto da vida, resolvi ir pro quarto e pegar minhas roupas. As crianças vieram chorando atrás de mim, eu fiquei feliz demais por saber que pelo menos ainda tinha meus filhos, quando Cassia gritou: ' VÁ MESMO. E VOLTEM AQUI CRIANÇAS. SEU VERDADEIRO PAI ESTÁ AQUI NA COZINHA' Mano, meu sangue ferveu. Eu fui pra cima e pra baixo, virei o He-man e o Superman na mesma hora. Chutei o espelho que caiu, quebrou e entrou de finca na barriga do meu pé. Sem pensar em nada, saí correndo chutando a mala pra tentar abrir e colocar minhas roupas, percebi então várias fotos de Cassia e André juntos enquanto eu trabalhava de caminhoneiro na BR. Chorei, confesso. Sai correndo, quase fui atropelado. Mas então amigos, achei que a sorte fosse sorrir pra mim. Entrei num bar e encontrei uma dama. Angelina me disse palavras bonitas e me pagou uma bebida. Depois disso, me lembro de acordar numa banheira com gelo, no dia 27. ' Feliz Natal, papai noel roubou seu rim' Foi tudo que dizia no bilhete ao lado. Saí da banheira e percebi que estava em outra cidade. Foi então que mais uma vez pensei que a sorte fosse sorrir pra mim. Caminhando por alí, estava a amiga da minha esposa. ' Horas, Mistereme, o que fazes por aqui? ' ( com voz de puta ). Pensei que fosse encontrar o amor novamente. Então expliquei minha história. Ela disse: ' Ah, o André? ' Como se já soubesse de tudo. E então eu perguntei: ' E você, o que faz aqui? '. E então ela respondeu: ' Bom, vim tratar minha Aids. ' Eu dei tchau e fui embora. Quando atravessei a rua, me lembrei. Já havia feito sexo com ela. Sem camisinha. Não tenho família, não tenho rim, tenho Aids, tenho um buraco cheio de larvas no meu pé, tô sem um dente e pela lógica, se contar uma doença pra cada amiga (put) da minha mulher que eu jacomi, meu corpo tá podre. ME AJUDEM.


PARA DOAR 5 REAIS: 0800 6355123 63
PARA DOAR 10 REAIS: 0800 6355123 64
PARA DOAR 25 REAIS: 0800 6355123 65

PASSEM ADIANT~~~~
EH TUDO REAL OK, TO MUITO DEPRIMIDO GENTE

Um comentário:

ÇÖRÃYA (R) KKKK disse...

DEPREÇAUN ~~~~~~DETEQUITÉDY~~~~~~~~